segunda-feira, 13 de maio de 2013

Um arrastão curioso...

Durante o grande desenvolvimento tecnológico dos arrastões popa, muitas ideias foram lançadas para as mesas de desenho. Dos diferentes designs que foram surgindo, chegou-nos, há uns anos, o arrastão francês "Colonel
Pleven II"
com o nome de "Porto Santo", pertencente ao Grupo Silva Vieira. 

Certamente que todos notaram grandes diferenças, principalmente face aos arrastões que já possuíamos na altura. A ponte estava colocada unicamente por bombordo. Parecia um porta aviões. Era uma concepção totalmente francesa, tendo sido o primeiro arrastão fábrica popa francês. Construído em 1962, era, à semelhança dos nossos, salgador/congelador. Surgiu oito anos depois do primeiro arrastão popa do mundo, o "Fairtry" e 2 anos antes do nosso "Maria Teixeira Vilarinho".

Os russos, que em 1955 tinham já cópias fieis do primeiro popa construído em Inglaterra, entraram na corrida logo desde cedo. É claro que a classe "Pushkin", as tais cópias do "Fairtry", não eram totalmente iguais, pois não conseguiram "meter as mãos" nos planos todos, sendo que demoravam em média bastante mais tempo para ir à rede, bem como noutro tipo de operações. No entanto aprenderam rápido, e com as ajudas certas, lá conseguiram aumentar e evoluir a sua imensa frota.

Numa das suas experiências, criaram um arrastão bastante interessante, que apelidaram de "EKSPERIMENT 1" - Experimento 1



Caracterizava-se por possuir duas rampas independentes, numa espécie de casco tipo catamarã. 

O facto de ser mais largo, permitia que a zona de processamento do peixe fosse maior do que num arrastão comum, aumentando assim a sua capacidade de processamento. Note-se que este navio foi desenvolvido/construído em 1968, praticamente no auge da pesca de arrasto, sendo que se procuravam diferentes maneiras de pescar de forma mais eficiente e rápida.




Apesar de haver pouca informação disponível, sabe-se que acabou por não ser um grande sucesso. Não porque não fosse estável, ou a ideia não funcionasse, mas porque a construção do mesmo não foi cuidada, e apresentava algumas falhas, sendo uma delas, não ter potência suficiente para puder arrastar convenientemente, bem como algumas falhas na estrutura do mesmo. Juntando a isto um fraco investimento na ideia, não passou de um estudo de engenharia, bastante interessante, diga-se!


Curiosamente, este navio estaria apto a pescar também com redes de cerco, além da pelágica e do arrasto de fundo. Um tudo em um.

Como se diz em bom português, "Quem tudo la quer, tu la perde".



Especificações Técnicas:

Número IMO: 6906593
Comprimento: 44,2m
Boca: 19,08m
Calado: 3m
Porte Bruto: 872 T
Velocidade: 9kn
Potência: 592 HP - Hélice de passo fixo
Local de Construção: SVETLOVSKIY SHIPYARD* SVETLYY - RUSSIA

Até à próxima!

Informações técnicas retiradas de GrossTonnage.com

Restante informação de:



------------------------------------------------------------------
Imagens e textos protegidos pelos direitos do autor. Em caso de dúvida contacte-me.
© 2013 por Tiago Neves. Todos os direitos reservados.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Muito Obrigado por comentar!