terça-feira, 26 de abril de 2011

Express Santorini em Aveiro

Para que o mês de Abril, é o mês das novidades.

Neste belo dia, O dia da Liberdade e da Revolução, entrou no Porto de Aveiro o ferry Grego "Express Santorini".

Parece que para além da tróica, também partilhamos com a Grécia ferries, sendo que só a primeira é que é novidade. Não, não será o substituto do "Cale de Aveiro", para as mentes mais divertidas, será, como foi no ano passado, um ferry que assegurará durante a época do Verão as ligações nas Ilhas dos Açores.

Este ano as inspecções do IPTM para certificar o navio, serão feitas aqui em Aveiro e não em Lisboa, como aconteceu em 2010.

Express Santorini

O navio encontra-se atracado, como seria de esperar, no Terminal Norte, próximo do "Fairplayer" e do navio de pesca "França Morte".

Express Santorini

Express Santorini

Express Santorini
Pormenor da belíssima chaminé deste navio.

Express Santorini
O armador do navio é a famosa Hellenic Seaways no entanto será operado pela Atlânticoline.

Express Santorini

À partida dia 1 ou 2 de Maio lá estará ele nos Açores, e de certeza que o amigo Manuel, do blog "O Porto da Graciosa", nos trará mais fotos deste belo ferry.

Informação Técnica:

Ano de Construção: 1974
Indicativo: SXQR
IMO: 7330040
MMSI:
240636000
Estaleiros: Chantiers Dubigeon S.A., France (#137)
Operador: Atlanticoline
Passageiros: 1.436
Comprimento: 115,4 m
Boca: 19,2 m
Calado: 4,19 m
Velocidade: 19,5 nós
Máquina principal: 2x Pielstick 16PC2V400

Site oficial:
The Ferry Site:


Espero que tenham gostado!

Até à próxima.

------------------------------------------------------------------
Imagens e textos protegidos pelos direitos do autor. Em caso de dúvida contacte-me.
© 2010 por Tiago Neves. Todos os direitos reservados.

6 comentários:

  1. Meus Amigos grande surpresa, mas ainda bem que está num porto amigo (permitem-me que vos trate assim), esperava-o em Lisboa a 25. Espectaculares fotos adorei a do Santorini e do Farplayer, muito bonita.
    Um Abraço,
    Manuel

    ResponderEliminar
  2. Provavelmente em Lisboa não havia cais para o navio. O que gostava mesmo de ver a navegar nos Açores era o ATLÂNTIDA em vez de um navio velho, estrangeiro, etc... Há coisas que não são para perceber...

    ResponderEliminar
  3. Muito obrigado pelos comentários!

    Manuel, claro que somos um porto amigo, considero o mesmo do seu também!

    Infelizmente, Luís, é a sina que nos persegue, quer seja nos ferries, quer seja nos navios tanque e afins. Pode ser que o panorama mude, mas não sei se...

    Pelo menos sempre vai dando para fotografar navios diferentes aqui no Porto de Aveiro.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  4. Bem vindo SANTORINI. Já fazes cá falta. Se fcasses mais uma semana aí em Aveiro tirava-te umas fotos para oferecer ao amigo Manuel Bettencourt. Assim não vai dar. Um abraço. João Mendonça

    ResponderEliminar
  5. Na Madeira foi possível a Naviera Armas se impor, com a ajuda de alguns entusiastas de navios incluindo eu.
    Este armador tem colocado os excelentes navios recém lançados à água na rota Madeira-Portimão.
    A linha regional é servida muito bem pelo ferry local Lobo Marinho que dispõe de terminais RO/RO amplos e funcionais na Madeira e Porto Santo, operando nos mesmos com rampas à popa, que permite o embarque/desembarque de carga rodada, o que não aconteceria com o ferry Atlântida com uma rampa à popa lateral!!! incrível, para os nossos dias.
    O grande problema dos Açores não são os ferrys, são os terminais RO/RO nas ilhas, que condicionam as operações com navios ferry.
    Por exemplo o terminal RO/RO das Portas do Mar, foi muito mal planeado, sem visão do futuro.
    O Express Santorini de 1974, poderá estar muito bem mantido, não recebe carga rodada, e as operações são efectuadas numa rampa exígua lateral, o que me envergonha, solidário com os açoreanos.
    Só confiro importância à velocidade deste navio, se de facto atinge os 19,5 nós.

    ResponderEliminar
  6. El "Santo" es un barco muy útil para los enlaces de verano azorianos. Pese a su edad es cómodo y más rápido que lo que puede rendir el Atlántida. Reconozco, que ferries veloces de pequeño porte tipo V Taburiente, serían más prácticos y rentables. Saludos.

    ResponderEliminar

Muito Obrigado por comentar!